[Artista] Jesper Ejsing

   01

Jesper Ejsing nasceu na Dinamarca em 1973. Foi através das obras de Tolkien e do jogo D&D que descobriu a fantasia, Ignorando as regras do jogo e saltando páginas, Jesper estabeleceu uma meta na sua vida, a de ser artista de fantasia, explorando os mundos que viviam na sua imaginação e ia ganhar dinheiro com isso.

Estudou literatura Dinamarquesa e História da Arte na Universidade antes de sair para a vida artística independente. Os primeiros anos como ilustrador a tempo inteiro significavam desenhar o que quer que fosse por dinheiro, mesmo que não gostasse. E só depois eliminar propostas que não faziam o seu estilo próprio, só quando se poderia de dar ao “luxo” de o fazer,passando trabalhos que não eram históricos, e posteriormente dedicou-se, finalmente, só a fantasia, que ao fim ao cabo era o que desejava.

Tendo em vista que sendo da Dinamarca e numa época

em que a Internet ainda estava a tentar ocupar espaço, Jesper teve muita dificuldade em levar o seu trabalho para fora da Dinamarca, quanto mais para a América, querendo principalmente conhecer artistas americanos, que o ajudassem. Então mais tarde conheceu Todd Lockwood, responsável por toda a arte conceptual do D&D na sua 3ºedição.

Todd, que adorou o porta-fólio de Jesper, apresentou-o a pessoa certa e não tardou a que este estivesse a viajar para a América com contrato, e onde aproveitou para conhecer diversos artistas e actuar como uma esponja no meio deles. Mais tarde, desenhou para a Runelord, e teve finalmente o que queria, ter visibilidade e respeito fora da Dinamarca,

pois teve uma enorme quantidade de imagens utilizadas.

Em Seattle, encontrou-se com um dos directores de Wizard of the Coast e imediatamente convidado a ilustrar para a empresa. Agora vinham os grandes trabalhos recorrentes a jogos. The Cathering, D&D que continuou a participar, Magic.

Na quarta edição de D&D, resgatou antigas criaturas para o jogo e foi responsável pela famosa capa do Manual de Monstros 2.

pzo9023-cover

Jogador de Rolemaster, jogo que sempre adorou também e que jogava com o seu grupo, Jesper diz que teve o maior privilégio de ilustrar para uma grande edição do jogo.

O que mais o destinge dos outros ilustradores é sem duvida o gosto pelo clássico.

Em termos de modernidade onde a arte digital predomina, Jesper trabalha exclusivamente com aguarela, recusando completamente a era digital. Perfeitos cenários que poderiam ser classificados como reais mas que tem um toque de fantasia com as criaturas mágicas, dragões, gnomo, seres da floresta etc…

tumblr_lyeu4skEPJ1qbuknmo1_1280SetWidth850-Syreian-The-Bonecarver-By-Jesper-Ejsing

Podem segui-lo aqui:

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Entrevistas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s