[Opinião] You Lie in April de Naoshi Arakawa

51il5+oVrJL._SY325_BO1,204,203,200_Depois de ter visto o anime quis tanto ler o mangá. Primeiro de tudo senti falta da música, o que era de esperar mas pensei que poderia ler sem me incomodar, mas incomodou só porque já vi o anime *buh*. Por isso bem tive que o ler a ouvir musica clássica, e foi 5 estrelas *hihih* (também podem ouvir o Epic San no youtube) Mas não interessa, é super interessante na mesma, e vale a pena ser lido porque ensina muita coisa importante.

Untitled-1 copyKousei sempre foi um grande pianista quando era pequenino, porque a mãe assim o obrigada, embora ele tivesse o chamado “dom” para o piano. A sua mãe que também era pianista obrigava-o quase sempre a estudar e a ensaiar, mal podia ir brincar, não se podia magoar nas mãos e tristemente batia-lhe nos braços cada vez que se enganava, no entanto Kousei transformou-se num rapazinho que era extraordinário a tocar piano. Toda a gente o admirava, até ao dia que a sua mãe morreu, ou pelo menos até essa altura, em que deixou de conseguir ouvir o piano, no inicio tudo bem mas passado um pouco as notas eram abafadas e deixava de as ouvir, ou seja começava a tocar tão mal e fora do tempo. Daí a ter desistido completamente dos concursos e tudo mais.

A história muda completamente quando Kousei é quase obrigado, pela sua melhor amiga Tsubaki a ir a um encontro a 4, mais ou menos isso, porque a amiga dela,Kaori, quer .conhecer Watari, por gostar dele, então ela não quer ficar sozinha com os dois e obrigada Kousei a ir com eles. Mas não passa de uma armadilha para obrigar Kousei a ir a um concurso de violino onde Kaori vai participar.

Tsubaki quer no fundo que Kousei continue a gostar de musica, e que sinta essa necessidade de se aproximar de novo do piano. Tendo em vista que no concurso de violino tem um piano a acompanhar.1
Mas o encontro de Kousei com Kaori é excelente, e é anterior a Tsubaki e Watari chegar, ele vê um sapato e umas meias penduradas e apanha-as para entregar a quem quer que as tenha perdido. Mas ao ouvir uma musica encontra-a no parque a tocar toda feliz. Supostamente para chamar os pombos para as crianças. Mas é a maneira como ela toda que lhe chama a atenção, dizendo que a maneira como ela toda despromovida de pautas e isso é como se o mundo estivesse a brilhar. É algo que se vai notando no mangá, devido a ausência de sons, mas com referencias ao que estão a tocar, no entanto dizem muitas vezes que a musica que tocam criam cenários, felizes ou tristes.

1Kousei fica imediatamente apaixonado por Kaori, não só pela sua beleza mas também pela sua maneira de ser. Embora a ache que muitas das vezes é resmungona, mal educada e impulsiva. Que é o que vai notar na sua audição no concurso, onde não segue a pauta tal e qual como deveria mas dando o seu toque pessoal. Chegando a conclusão que ela não quer saber do concurso para nada, o que ela quer é ser ouvida e que gostem do que ela toca. E toda esta paixão que ela tem pela musica que toca, comove Kousei, pois ele também gostava de voltar a sentir isso, mas acha que é impossível.
Ah! De salientar que Kousei nesta altura vê Kaori como a rapariga que gosta do seu melhor amigo. E Watari é um mulherengo, mas é seu amigo, e ele não pode fazer nada para mudar isso.
E é por isso que Watari anda de um lado para o outro e nem se apercebe disso. Num dia que teve de ir sair com outra rapariga, Kousei volta para casa sozinho, mas a caminho encontra Kaori, que lhe pergunta por Watari. Kousei mente e diz que ele teve de ficar na escola e Kaori nomeia-o então como seu substituo e os dois vão a pastelaria lanchar, devido a uma série de eventos Kaori diz então que quer que Kousei seja o seu acompanhamento no concurso de violino. Pois embora ela não tenha ganho para passar a etapa seguinte, foi escolhida pela publico para continuar e é isso que quer fazer, mas tem de arranjar alguém que toque piano. Kousei sabe que não consegue ouvir o piano, mas devido a insistência dela, lá aceita, ou é obrigado a aceitar.

Contra a sua vontade, Kousei lá vai para o concurso de Violino para tocar o piano, mas a meio as notas começam a fugir e ele perde-se completamente, tocando o que sabe de memória, mas desisti. Kaori continua a tocar o violino mas ao aperceber-se que Kousei parou, para também. Uma regra dos concursos é que se parar é logo eliminado, e eles sabem disso, o que deixa Kousei espantado, porque nem tinha a ver com ele, mas sim com ela, ela é que não podia parar. Para seu espanto ela voltasse para ele e diz-lhe:
Untitled-2Toda a gente fica admirada por eles começarem do inicio, e felizmente para Kousei ele consegue ouvir o que está a tocar e é excelente, porque toda a gente adora. Chamando como uma competição entre os dois mas é uma combinação muito boa!
E assim começa uma nova aventura de Kousei com a rapariga que gosta do seu melhor amigo.

O grande problema de Kousei é que teve um acontecimento que o marcou muito, para além da morte da sua mãe, as ultimas palavras que lhe disse foram muito feias e é isso que o atormenta, quando está ao piano a imagem da sua mãe na cadeira de rodas e com oxigénio vem a sua mente e as palavras que ela lhe diz assombra-no. E esse o teu castigo, a tua penitencia. Pelo menos é o que ele ouve, não que ela tenha dito mesmo.

Resolvendo o problema da sua mãe, Kousei evolui como pianista, conhece novas pessoas, rivais que nunca conheceu e aprende o que é a musica que nunca conheceu verdadeiramente, mais ou menos. Ele ama o piano e

Até que ponto temos de parar de correr atrás do passado para começar a olhar para ver o futuro brilhante?
Isto é uma pergunta fundamental neste mangá, e é explorada de uma maneira excelente.

Kousei luta muito interiormente e apercebi-me disso pelos seus pensamento e maneira de agir, embora seja muito dramático, é a maneira como ele se sente. Kaori vem ajuda-lo e logo de imediato sabe-se que tipo de rapariga é, muito vivida e cheia de amor, diz as palavras certas quando Kousei precisa de as ouvir, e mostra que ser impulsiva e feliz com o mundo não tem nada de mal, mesmo quando o mundo está contra nós. Foram duas personagens fantásticas que não pude deixar de gostar por mil e uma coisas.
Untitled-1Um pensamento que artistas, não só musicais, vão entender é que nascemos assim, e por muito que nós tentamos mudar isso não dá, simplesmente não dá. Nasce connosco e como criadores temos sempre a necessidade de criar, de explorar e mostrar ao mundo o que sentimos, mesmo que ele não nos queira ver ou ouvir. Estar tudo fora do corpo é como nos sentimos melhor. E é por isso que tanto como Kaori como Kousei tocam, não só para concursos mas sim para serem ouvidos, mostrar aquilo que sentem e o que lhes vai na alma. E o mangá foca bem isso, que é uma realidade. O amor e o sentimento que tem de libertar não é necessariamente uma escolha mas sim uma maneira que temos de libertar e de exprimir.

Mais uma vez Arakawa vai directamente ao assunto, logo no primeiro volume é capaz de nos meter viciados na leitura, e não arrasta a história de forma irritante mas mantém o suspense (tem de facto um factor que não falei em cima de propósito). Pois há logo no primeiro volume um mistério que deve ser tomado em atenção que liga directamente ao titulo do mangá, A tua mentira em Abril, já que começa em Abril.

Mas eu tenho que dizer que Arakawa é um pouco inconsistente, não a nível de história mas a nível de arte, porque por vezes parece que perde a qualidade, principalmente em Kaori que por vezes não parece ela. Mas mais uma vez acho que foi mesmo o sentimento de criação e de passar a ideia. No entanto não afecta a leitura, sabe-se que é quem, só muda alguns traços.
adO mangá está terminado e tem 11 volumes, não está publicado em português, mas em inglês foi publicado pela Kodansha America, Inc. No entanto pode ser lido no mangafox e isso. Como disse inicialmente há um anime que tem uma temporada e é de ir as lágrimas. Sim sim o mangá também é de ir as lágrimas.

1 2

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Livros, Opiniões. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s