[Opinião]Secret Unrequited Love de Kotomi Aoki

s-l1600
Secret Unrequited Love de Kotomi Aoki ganhou o 53º prémio de Shokakukan Manga na categoria de Soujo e eu finalmente pude ler tudo direitinho e seguidinho!!

A história de Takume e Mayu começou quando eles eram ainda novos, com apenas 8 anos de idade. Takuma já está mais que habituado a estar hospitalizado devido ao seu problema cardíaco, no entanto estando sempre nos hospital faz com que possa estar sempre com Mayu que é filha do seu médico e que está com ele constantemente.

O estado de saúde de Takume não é dos melhores, o seu coração é fraco, e por isso mesmo não pode fazer grandes esforços nem se cansar. Por isso ter aulas de educação física na escola está fora de questão. No entanto a melhor parte do dia é quando Mayu vem ter com ele para brincarem juntos, pois assim estar no hospital não é assim tão mau desde que ela esteja presente.

Porque o pai de Mayu é médico no hospital, ela pode mais ou menos andar por todo o
lado, e é exactamente o que ela faz, até mesmo pregar partidas ás enfermeiras. Até ao dia que por coincidência ia a passar no gabinete do pai e ouve uma conversa dele com uma
enfermeira, este diz que infelizmente Takume ia ter uma vida de sofrimento e que só iria viver até aos 20 anos. Claro que Mayu entra em choque, já que não conseguiria viver sem Takume, mal ela sabendo o porquê.
Mas ela não desiste e pensa sempre que haverá uma forma de o salvar, Takume tem de viver até ficar velhinho com ela, dê por onde der. Por isso Mayu vai para o jardim procurar um trevo de quatro folhas para poder pedir um desejo, o de salvar Takume, para que este se torne astronauta, porque é um dos desejos dele como carreira de futuro. Mas depois de horas não encontra e desata a chorar. Takume vai ter com ela e no meio de tanta coisa promete-lhe que quando chegar a adultos se ela casa com ele. *cuteeee*

A história salta então para quando eles tem 12 anos, Takume está a ser acompanhado e está a frequentar a escola. Mayu por um lado e como não lhe disse nunca o que ouviu quando era pequena, está sempre com mil cuidados com ele para que ele não fique pior e possa viver muitos mais anos.
No entanto Takume é teimoso e quer é viver a vida ao limite, quer correr, quer andar de um lado para o outro e basicamente viver sem preocupações, coisas que afligem Mayu, que não lhe diz nem por nada, e ela também gosta de ver Takume feliz.

Ah! e eles agora namoram, e Mayu leva isso muito a sério, visto que só tem mesmo olhos para ele e para a sua saude.

Regra geral eles são muito fofinhos os dois juntos e adoro a forma como se tratam um com o outro e como agem com os outros. Por exemplo Takume não pode estar com Mayu nas aulas de educação física, então nas aulas de natação é o pior, principalmente quando se metem com ela. Takume é até um pouco ciumento porque pensa sempre que a qualquer altura Mayu pode quebrar a promessa que fizeram caso se apaixone por outro rapaz da escola.
Algo que nunca iria passar pela cabeça de Mayu.

A parte mais interessante, a meu ver, é quando vão para o secundário em que Takume decide por razões que não conto para não estragar o drama, afastar-se de Mayu! E muda completamente de visual!! *hihihi*
Mas….
Mayu vai atrás dele e no meio de tanta coisa e novidade a história transforma-se num triângulo amoroso, com a introdução de uma nova personagem masculina, ou será um quadrado amoroso *isso existe? O.o * é que depois entra também uma rapariga que Takume também conhecia do hospital e que Mayu nunca tinha ouvido falar *nem eu* e que também tem o mesmo problema que Takume e de certa forma o compreende melhor que Mayu.

Este foi o primeiro mangá que li da Kotomi Aoki, embora eu já tenha o KanoUso de baixo de olho *hihi* enfim…
Gostei de toda a história e deste final assim mais diferente *no spoiler no*
Quanto a arte de Aoki, não achei nada de especial, apesar de ser bonita, e não ter defeitos a nível de caracterização de personagens e suas idades. No entanto é muito parecida aos outros desta época. Fez-me lembrar o Dengeki Daisy, mas só a nivél de desenho de personagens. Mas não deixa de ser um bom mangá com uma boa arte.


Em 2009 o mangá foi adaptado e ganhou um live-action, em filme, intitulado de I Give My First Love to You que tinha tudo para ser excelente, mas lá decidiram mudar a história e meh, não foi mau, mas também não foi grande coisa, principalmente com o que fizeram no final. Enfim….

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Livros, Opiniões. ligação permanente.

5 respostas a [Opinião]Secret Unrequited Love de Kotomi Aoki

  1. Ana Cruz diz:

    Ohh não sabia que esse filme vinha de um manga. Tenho de ler esse 😀

  2. Shibiusa diz:

    Acompanhei as releases desta manga há uns anos atrás. Vou ser sincera contigo. Cheguei a um ponto que ia desistir da manga porque estava a sair demasiado “shoujo’ish”, se me entendes xD
    Acabei por deixar acumular uns quantos capítulos e depois ler tudo de uma vez porque a manga tem um início bom, tem um final bom (falando em qualidade, claro, sem spoilers), mas o meio tem taaaaaaanto drama e quadrados amorosos e bitches e coisas que enfim… Estava a dar comigo em doida ._.
    É bom se se ler tudo de uma vez. Se se andar às pinguinhas como eu andei, credo… xD Não recomendaria esta manga se a pessoa não estiver mentalizada para ler logo tudo xD

    • Concordo, eu fiquei toda entusiasmada quando ela decide ir para a faculdade dele e faz aquele discurso, depois o trio amoroso nao era mau, mas depois era muito melo-drama. Também não acho também que ler isto as pingas seja bom porque senão seria para desesperar principalmente quando a outra se junta. Se bem que shoujo normalmente é complicado ler de lés-a-lés.

      • Shibiusa diz:

        Sim, julgo que a maioria dos shoujos não dá para ler às pingas. Por exemplo, Kimi ni Todoke. Toda a gente adora aquilo e eu estou farta D:
        Ler 1 capítulo por mês é doloroso. Parece que a história nunca mais anda para a frente… No caso desta manga da Kotomi Aoki, o problema era mesmo o drama. Uma pessoa lia um capítulo de vez em quando e parecia que era tanto drama em cada um deles… Uma pessoa satura e até a opinião sobre a manga pode ficar deturpada =/
        Confesso que dei um 9/10 a esta manga depois de meter uma pausa nela e ler tudo de uma vez. Senão algo me diz que teria ido para um 6/10 ou 7/10 de tão cansada que estava.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s